quarta-feira, 10 de dezembro de 2014

"O Natal em Três Barras"

                                                               
Mais uma vez é Natal...e a pracinha no centro da nossa Três Barras, ficou mais bonita com a instalação da Casa do Papai Noel.A praça passou a acolher as famílias, as crianças e muitas visitas vindas de outros lugares.O colorido das luzes e as apresentações nas noites de sábado tornam tudo ainda mais encantador.Numa dessas noites fui visitar a casinha do Papai Noel e sentei por algum tempo assistindo a Banda que se apresentava.Deixei-me levar pelas lembranças dos Natais passados quando morei numa pequena casa, naquele mesmo local.Alguém acreditaria, que ali na pracinha existiam anteriormente três pequenas casas, mais um escritório da Rede Ferroviária?Parece mentira, mas é a mais pura verdade.

Casa do Papai Noel

 A nostalgia dos cartões de Natal.

Cartões de Natal, uma tradição para expressar votos de amizade. 


 Numa dessas casas, morei por longos cinco anos e ali festejamos muitas noites de Natal.Haviam muitas crianças na casas vizinhas e no dia do Natal, brincávamos alegres, cada qual querendo mostrar o seu presente.Na semana que antecedia ao Natal, as vizinhas se dedicavam a fazer bolachas, cerveja feita em casa, conservas de pepino e muitas coisas mais.Enfeitar pinheirinho, era algo muito especial.As bolinhas ainda eram de vidro e quebravam facilmente.Por isso, nossas  mães não queriam  muita criança por perto.Uma ou outra era escolhida para ajudar a enfeitar a árvore de Natal.


Papai Noel, sempre esperado pela criançada.


Parentes chegavam de longe, quase em todas as famílias.Vinham para passar o Natal e o Ano Novo e às vezes ficavam até a metade de janeiro.A gurizada sempre ficava assanhada, quando vinham garotas diferentes e aí começavam os recadinhos e os bilhetes de namoro.
As meninas vindas de fora, sempre encantavam a gurizada.

Muitos pinheirinhos eram enfeitados com castiçais e velas coloridas.As famílias acendiam as velas e todos juntos cantavam Noite Feliz.



A magia do pinheirinho de Natal


Era Natal, época de férias longas (dezembro, janeiro e fevereiro), as pereiras, macieiras e pessegueiros carregados de frutas em todos os quintais, milho verde formava roças e lavouras.Geralmente os familiares se reuniam para almoçar na casa da avó ou de um parente (tio ou tia).Nos armazéns da cidade, nessa época, além de brinquedos sempre haviam estojos de chocolate, com bonitas paisagens estampadas na tampa.O tempo passa, surgem coisas novas e a magia dos natais passados revivem vez ou outra em nossas lembranças.


Para todos que visitaram o meu Blog, meus desejos de um Feliz Natal e um Ano Novo com muitas realizações.